ADESTRAMENTO COMPORTAMENTAL


Adestre seu cão com quem entende


Quando comecei trabalhar profissionalmente com adestramento, quis colocar outro nome nas minhas atividades, mas foi difícil encontrar um outro nome que caísse tão bem quanto "adestramento". Mas, conforme conversava com as pessoas, sempre que eu falava que era adestradora, me perguntavam sobre cães de guarda, pois é o que vem primeiro na cabeça das pessoas. Não imaginam que, "educar" um cão desde filhote, já é adestramento! Deixar um cão educado, ou seja, andar corretamente com a guia, sem puxar seu dono, fazer xixi e cocô no lugar certo, não mexer nos objetos em cima das mesas, saber ficar sentado ou deitado ao lado da mesa, enquanto a família faz as refeições, não pular nas pessoas, saber brincar corretamente, ... isto e muito mais, para mim é adestramento!

Estou falando de adestramento comportamental, que foi a forma que encontrei para expressar o modo diferenciado que "penso" o adestramento, como tenho visto e conhecido alguns profissionais da área, que estão "pensando" o cão mais como um companheiro, outro membro da família, ... Desta forma, eles devem ser "adestrados" de uma forma diferenciada, personalizada!


Adestramento Comportamental


Não tenho nada contra os cães de guarda e quem faz este tipo de adestramento! Já fiz este trabalho, mas não é o que eu gosto mais de fazer. Acho inclusive, que todo cão deveria ter uma "iniciação" ao trabalho de guarda. O que quero dizer com isto, é que com muitas brincadeiras, bem orientadas, você vai mostrando para o cão o "larga", pois, se ocorrer alguma mordida indesejável, o cão sabe te ouvir e obedecer. "Morder", todos sabem! Precisamos orientá-los a saber "largar" na hora certa, quando for dada a "ordem"! Agora, como fazê-lo? Cada cão, tem o seu momento! Cabe ao adestrador ter a sensibilidade de saber quando, como e onde, com que tipo de objeto e orientar a família para que isto seja feito da melhor forma possível!

Então, acho que está dando para vocês perceberem que eu gosto mais de trabalhar com cães de família! A maioria dos problemas tem ocorrido, porque as pessoas demoram para procurar um profissional para ajudá-las, pois corre solto, que "o cão só deve começar a ser adestrado por volta dos 8 meses de idade"! É um absurdo!!! Então, uma família que nunca teve um cão, não sabe como ele "funciona", vai cometer muitos erros!!! Porque não começar esta orientação, esta assessoria, desde que o cão chegou em casa? Muitos problemas com certeza não ocorreriam! Depois, o que nós ouvimos é que o cão fez isto, comeu aquilo, enfim, "faz tudo errado"! Pobre cão!!! Ele não teve nenhuma orientação, foi largado no quintal, esqueceram a porta aberta e ele entrou na sala e comeu o controle remoto, ... O cão não consegue "adivinhar", principalmente quando chega em um lugar novo, que ele não pode fazer estas e outras coisas. Porque imaginar que ele tem que imaginar o que pode e o que não pode fazer? Nós aprendemos, pois outras pessoas nos ensinaram! Então, ensine o seu cão a conseguir viver nesta sociedade de humanos! Há séculos nós os tiramos do seu meio natural e o domesticamos. Eles conseguiram se adaptar a todos os nossos caprichos!!! Mas precisamos mostrar como!!!

Não basta querer ter um cão, ganhar de um amigo ou comprá-lo. É um ser vivo que tem necessidades e é totalmente dependente de nós. Nós temos que suprir suas necessidades e da melhor forma possível, senão, não tenha um cão, ou qualquer animal de estimação. Você precisa dedicar um tempo diário para ele. E eles são ótimos! Com um pouco de atenção, eles já se satisfazem. Mas, se forem negligenciados, são capazes de coisas, que "até Deus duvida!"

Todos os tipos de adestramento poderiam e deveriam ser feitos de uma forma "racional". O cão para se tornar um bom guarda, não precisa passar por maus tratos para ficar "bravo". Ele pode muito bem ser tratado de uma forma digna e fazer o seu papel de um bom guarda. Para os cães de companhia, não poderia ter outra forma. No agility, se nós não dermos prazer ao cão no que ele deve fazer, com certeza não terá um bom desempenho. Em outras modalidades de adestramento, como para o pastoreio, a caça, o ring, o schutzhund, ... se o cão não for trabalhado de uma forma humana, ele em algum momento "irá decepcionar" o seu treinador.

A escolha do profissional que o ajudará na educação do seu cão é fundamental. É como escolher escola para os filhos, o médico da família, ... Se informar sobre as técnicas utilizadas, participar de parte das aulas, se interessar pelo seu cão! Ele ficará imensamente agradecido e você terá um excelente cão por muitos anos!!!.


 

Você quer um cão bem comportado como o membro da sua família?